Saia da crise: comportamentos essenciais para superar momentos difíceis

Publicado em 15 de abril de 2020, por Ana Giovanoni

Há alguns dias atrás, estávamos todos preocupados com a criação do Comitê de Crise e a estruturação do planejamento para o gerenciamento da crise. No artigo de hoje, eu resolvi começar com: saia da crise

As lideranças tiveram que agir rápido, repensar suas estruturas, avaliar quais departamentos e processos poderiam ser realizados remotamente, quais equipes poderiam ser liberadas para antecipar férias, negociar banco de horas com sindicatos, pensar em qual a estrutura necessária para atender com proatividade e agilidade seus clientes, sem perder de vista, a perenidade dos negócios, tanto sob o aspecto financeiro quanto da preservação das pessoas e do clima organizacional.

Sabemos que a crise do COVID – 19 exige a continuidade das medidas de isolamento social e todos os cuidados já amplamente divulgados pela mídia escrita, falada e televisionada. Por isto, este momento é o de valorizar competências essenciais para atuação serena e equilibrada dos profissionais de saúde. É por isto que você, que atua no segmento de saúde e/ou exerce um cargo de liderança, neste momento, precisa colocar em prática a capacidade de resiliência.

O QUE É RESILIÊNCIA?

A palavra resiliência vem do latim: Resilire, que significa “voltar atrás”. Está associada à capacidade que cada pessoa tem de lidar com seus próprios problemas, de sobreviver e superar momentos difíceis, diante de situações adversas e não ceder à pressão, independente da situação. 

Neste momento, temos que nos concentrar nos fatos, monitorar os dados e priorizar a saúde das pessoas, tanto dos profissionais de saúde, quanto dos stakeholders. É ceder a pressão do desejo de retornar ao convívio com familiares, com colegas de trabalho e com a rotina antes do COVID-19.

A resiliência é a capacidade de o indivíduo lidar com problemas, adaptar-se a mudanças e superar obstáculos sem afetar seu equilíbrio emocional. Isso porque, estamos cada dia aprendendo a trabalhar de forma diferente, nos adaptando ao novo momento, tanto na vida pessoal, quanto na vida profissional. 

Por outro lado, é o momento para superar obstáculos, encontrar soluções para as atividades e resultados profissionais, conciliadas com a vida familiar, mantendo equilíbrio emocional, essencial neste momento da crise.

Esta competência está ligada à capacidade, bem como à habilidade que cada pessoa tem de lidar e superar as adversidades. De transformar experiências não tão boas em aprendizados e oportunidades de mudança, de dar a volta por cima e seguir em frente.  

Uma pessoa resiliente é capaz de enfrentar crises, problemas, traumas, perdas, graves adversidades, transformações, desafios e muito mais, elaborando as situações e recuperando-se diante delas. Além de suportar a pressão, ainda aprende com suas dificuldades e desafios, usa da sua flexibilidade para se adaptar e sua criatividade para encontrar soluções alternativas, ou seja, desenvolve comportamentos essenciais para superar a crise.

ALÉM DA RESILIÊNCIA, COMPORTAMENTOS QUE SÃO ESSENCIAIS PARA SUPERAR A CRISE

É na crise que aflora o melhor de cada um, porque sem crise todo vento é uma carícia. Falar de crise é promovê-la, e calar-se na crise é exaltar o conformismo. 

Ao invés disso, vamos trabalhar duro. Vamos acabar com a única crise ameaçadora que é a tragédia de não querer lutar para superá-la. É na crise que nascem os inventos, os descobrimentos e as grandes estratégias, que colocamos as nossas melhores competências em ação. Por isso, quem supera a crise se supera a si mesmo sem ter sido superado. Então,saia da crise!

Eu quero compartilhar com você alguns comportamentos que considero essenciais para sua superação desse momento.

  • Autoconfiança: trata-se da convicção de que se é capaz de fazer ou realizar alguma coisa, e de fazer muito bem, alcançando os objetivos desejados. Esta competência pessoal está diretamente ligada à uma autoestima elevada.
  • Persistência: demonstra a capacidade de perseverança das pessoas que têm tenacidade e força de vontade, com ideias claras, e que lutam, a fim de realizar o que se propõem. São indivíduos conscientes de que para “ir além”, vencer na vida, tem que levantar depois da queda. Sabem que a verdadeira chave do sucesso pessoal e profissional está na persistência de lutar por um objetivo, independente dos obstáculos.
  • Otimismo: acredita que as coisas podem mudar para melhor. Tem esperança em alta escala. É proativo, eficaz e convicto da incapacidade de controlar a própria vida.
  • Empatia: capacidade de se comunicar com reciprocidade com as pessoas, ter gratidão, falar a linguagem do receptor, de tal modo que ele seja entendido e compreendido. Não é, como comumente se acredita, “se colocar no lugar do outro”, mas de realmente se dispor a entender o outro.
  • Criatividade: está associada a habilidade de produzir, de inovar, se diferenciando dos meios comuns ou tradicionais. É o processo de tornar-se sensível a problemas, identificar a dificuldade e buscar soluções. São pessoas que “pensam fora da caixa” e estão dispostas a encarar desafios.
  • Flexibilidade: uma pessoa flexível se adapta a diversas situações, atividades e ambientes diferentes com muita facilidade. Esta habilidade é vantajosa, principalmente em empresas com diversos setores, que exigem desempenhos variados, com funções multifacetadas. Ser flexível é certeza de um bom relacionamento interpessoal dentro da empresa.
  • Saber lidar com as emoções: ser capaz de enfrentar, de forma serena, situações de grande pressão e stress, obtendo uma leitura diferente do ambiente estressante e tirando dele maneiras de reorientar seu comportamento.

QUANDO ESSA CRISE PASSAR, O QUE VOCÊ VAI LEVAR DELA?

Estamos vivendo um momento no qual temos oportunidade de refletir, pensar no trabalho que realizamos e na forma como nos relacionamos tanto na vida pessoal quanto na vida profissional. É tempo de abrir a mente para aprender algo novo para crescer. 

A figura abaixo demonstra as diversas fases que vivenciamos numa situação de crise.

Inicialmente nos sentimos fragilizados, ficamos com medo, nos irritamos facilmente e temos a sensação que precisamos guardar e comprar tudo para nos proteger. É a zona do medo! Cabe a você passar e sair dessa crise com uma perspectiva diferente. E como eu já disse, saia da crise!

O desafio é vencer o medo, viver o presente e encontrar nele espaço para fazer diferente, experimentar novos alimentos, novas formas de trabalhar remotamente, novas formas de comunicar e se relacionar, controlar menos e viver mais o momento, selecionar melhor o que quero ver e ouvir para se permitir enxergar o novo. 

Reconhecer a situação e aprender a viver o novo contexto. É a zona de aprendizagem!

Quero ousar e dizer que precisamos nos permitir pensar e enxergar a mesma coisa sobre um novo ângulo. Uma ameaça como oportunidade para aprender; um problema, como uma forma de encontrar novas soluções, uma dificuldade como algo para acreditar na capacidade de superação e uma crise com a possibilidade de eliminar o “s” e “criar”.  Saia da crise.

Criar sentido ao que você faz, criar sentido a sua vida, pensar no seu propósito, no que você tem de melhor e pode compartilhar para tornar o outro, uma pessoa melhor. Ser grato pelo que tem, pela família, pelos amigos, pelo trabalho, pela convivência e pela oportunidade de aprender a cada dia. Esta é a zona de Crescimento!

Espero que você consiga estar na Zona de Crescimento e amplie seus horizontes, encontrando sentido na sua vida e naquilo que te deixa feliz

MANTENHA-SE EM CASA E SEJA PRODUTIVO!

Neste momento precisamos unir forças para manter os profissionais de saúde mobilizados para o cumprimento das medidas essenciais de proliferação, tratamento adequado e boas práticas assistenciais.

Por outro lado, não podemos esquecer de valorizar as competências de cada um para fortalecer a equipe. Agora é hora de atuarmos juntos, com atuação colaborativa, mesmo que distantes fisicamente.

São ações simples, pequenos agrados, como uma mensagem de afeto, um bom dia, um aceno de apoio para alguma dificuldade, uma palavra amiga ou até um suporte técnico de algum conhecimento que você tenha desenvolvido e que seu colega possa estar precisando. É hora de somar, multiplicar e compartilhar para fortalecer!

Compartilhe aqui o que você está fazendo diferente e que está deixando você mais feliz. E não se esqueça, saia da crise.

Sobre o autor

Comentários

No Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados