Níveis da Acreditação ONA 

Publicado em 27 de novembro de 2019, por Ana Giovanoni

certificacao-imagem - Níveis de acreditação

No artigo de hoje, convido você leitor a conhecer melhor os níveis da Acreditação ONA e compreender a relevância da sua implementação nos serviços de saúde. Antes de explicar os níveis, vamos retroceder um pouquinho e entender  o que é a acreditação!

A Acreditação ONA é um método de avaliação e certificação que objetiva, por meio de padrões e requisitos previamente definidos, promover a qualidade e a segurança da assistência no setor de saúde. Para ser acreditada, a organização precisa comprovar que atende aos padrões definidos pela ONA (Organização Nacional de Acreditação), os quais são reconhecidos internacionalmente. 

Esta certificação pode ser aplicada em organizações prestadoras de serviços de saúde de diversos segmentos, como:

  • hospitais,
  • ambulatórios,
  • laboratórios,
  • serviços de pronto atendimento,
  • home care,
  • serviços oncológicos,
  • serviços de medicina hiperbárica,
  • serviços de hemoterapia,
  • serviços de nefrologia e Terapia Renal Substitutiva,
  • Serviços de diagnóstico por Imagem,
  • Radioterapia e Medicina Nuclear,
  • Serviços Odontológicos,
  • Serviços de Processamento de roupas para a saúde,
  • Serviços de Dietoterapia,
  • Serviços de Manipulação,  Esterilização e Reprocessamento de Materiais.

Um fato interessante na Acreditação ONA é que a ela é voluntária, não tem caráter fiscalizatório e não é prescritiva, sendo assim, a organização define o seu padrão para atender aos requisitos normativos e adere ao modelo voluntariamente.

Além disso, constitui um programa de educação continuada das organizações prestadoras de serviços de saúde, que tem em sua essência o estímulo à melhoria contínua. Agora, vamos entender melhor a contribuição da implementação deste processo o quanto ele é relevante no setor de saúde?

Para que implementar a Acreditação ONA?

A metodologia ONA é a única no país que acredita em diferentes níveis, o que permite auxiliar as organizações no desenvolvimento da segurança dos processos, na gestão integrada e na maturidade institucional.

Além disto, quando uma organização decide buscar os níveis de Acreditação ONA, precisa estar disposta a rever seus padrões de trabalho, repensar seus processos internos, avaliar suas rotinas e, principalmente, desenvolver sua equipe interna para a mudança. Tudo isso, quebrando paradigmas e priorizando a maior atenção ao cuidado centrado no cliente e na sua segurança, sempre visando, é claro, evitar falhas ou incidentes que causem dano a ele.

Níveis da Acreditação

Uma vantagem importante no processo de acreditação é que ele possui três níveis de certificação, os quais permitem avaliar a melhoria contínua na gestão e nos processos das organizações de saúde.

A avaliação destes níveis é realizada mediante a verificação de evidências objetivas que comprovem o atendimento aos requisitos normativos previstos no Manual Brasileiro de Acreditação da ONA. Existe um conjunto de requisitos específicos para nível 1, os quais, se tiverem um percentual mínimo atendido, permitem a certificação da empresa

O processo de certificação é cumulativo, por isto, para a empresa se certificar no nível 1, deverá atender aos requisitos de nível 1. Para certificar-se no nível 2 deverá atender aos requisitos específicos de nível 1 e mais os requisitos específicos do nível 2. Igualmente para se certificar no nível 3, deverá atender aos requisitos de nível 1, de nível 2 e de nível 3. Então, é interessante entender que:

  • Os requisitos de nível 1 referem-se aos itens avaliativos relativos ao atendimento de padrões de qualidade e segurança.
  • Os requisitos de nível 2 referem-se aos itens avaliativos relativos ao atendimento de padrões de qualidade e segurança (nível 1) mais os itens avaliativos relativos ao atendimento de padrões de gestão integrada (foco em processos padronizados, integrados e inter-relacionados).
  • Os requisitos de nível 3 referem-se aos itens avaliativos relativos ao atendimento de padrões de qualidade e segurança (nível 1), mais os itens avaliativos relativos ao atendimento de padrões de gestão integrada (nível 2) e mais os itens avaliativos relativos aos padrões de excelência definidos pela ONA (nível 3).

Agora, vamos falar um pouco sobre cada um dos níveis de  acreditação ONA:

Nível 1 – ACREDITADO

A organização de saúde deve cumprir ou superar em 70% ou mais os padrões de qualidade e segurança definidos pela ONA. São avaliadas todas as áreas de atividades da instituição, incluindo aspectos estruturais e assistenciais. Neste nível, o certificado tem validade por dois anos. 

Importante salientar que o foco aqui é a segurança do cliente e a qualidade dos processos realizados pela equipe multidisciplinar. A organização de saúde inicia sua trajetória em prol da qualidade assistencial pela conquista do nível 1 e é fundamental criar a cultura da qualidade desafiando suas equipes para a melhoria contínua e avanço nos demais níveis da certificação.

Nível 2 – ACREDITADO PLENO

Neste nível, a organização precisa cumprir ou superar em 80% ou mais os padrões de qualidade e segurança; e cumprir ou superar em 70% ou mais os padrões ONA de gestão integrada, com processos ocorrendo de maneira fluida e plena comunicação entre as atividades. Neste nível o certificado também é válido por dois anos.

Quando um serviço de saúde é acreditado pleno, significa que além da qualidade e segurança, ele também possui processos bem definidos e integrados, sendo que as áreas envolvidas possuem acordos de serviços e a comunicação entre elas é efetiva, priorizando a qualidade assistencial e segurança do cliente.

NÍVEL 3 – ACREDITADO COM EXCELÊNCIA

Neste nível, a organização cumpre ou supera em 90% ou mais os padrões de qualidade e segurança; cumpre ou supera em 80% ou mais os padrões de gestão integrada, e; cumpre ou supera em 70% ou mais os padrões ONA de Excelência em Gestão, demonstrando uma cultura organizacional de melhoria contínua com maturidade institucional. Neste nível o certificado tem validade de 3 anos.

Ao utilizar um serviço Acreditado com Excelência, o cliente tem mais tranquilidade com a qualidade e segurança da assistência que estará recebendo. Outro fator relevante no serviço acreditado é a comunicação entre os processos e áreas inter-relacionadas, as quais fluem de forma mais ágil e assertiva. Além disto, o serviço possui um sistema integrado de gestão que prima pela experiência bem sucedida do cliente durante sua trajetória na realização do procedimento com gestão focada na excelência.

Quem ganha com a Acreditação?

O maior beneficiado com a acreditação de um serviço de saúde é o cliente, porque terá maior segurança, qualidade assistencial, comunicação assertiva, processos funcionando de forma integrada e foco na excelência da sua experiência ao usar os serviços de saúde.

Já o proprietário de um serviço de saúde tem vários benefícios com a acreditação,  no qual destaco a credibilidade da marca no mercado; a redução dos riscos de judicialização, a redução de custos, o aumento da carteira de clientes, o aumento da satisfação dos colaboradores, a melhoria do clima organizacional e o reconhecimento dos stakeholders.

Este é o mundo ideal que o Grupo Giovanoni tem paixão por atuar, pois nosso propósito é contribuir com metodologias únicas e inovadoras para transformar a gestão das organizações. Acreditamos que a saúde terá avanços cada vez maiores se as organizações prestadoras destes serviços buscarem o desenvolvimento da cultura de qualidade, segurança e excelência.

Cabe a cada um de nós, como clientes dos serviços de saúde, sermos mais exigentes e primarmos pela utilização de serviços acreditados, pois só desta forma estaremos promovendo a elevação do nível de qualidade e segurança na saúde. Então, convido você a priorizar a utilização de serviços de saúde Acreditados. Faça isto e oriente seus parentes e amigos a fazer o mesmo!

Sobre o autor

Comentários

Posts Relacionados