Análise de riscos como diferencial competitivo

Análise de riscos como diferencial competitivo

A análise de Riscos  entrou como um  diferencial competitivo na área da saúde, pois  inúmeras melhorias podem ser alcançadas com ela. Então, hoje vou lhe apresentar 3 motivos para se fazer uma gestão de riscos.

Primeiramente vamos entender o que é Análise de riscos

Enfim podemos dizer que é o estudo que avalia as ameaças e oportunidades que podem afetar o desempenho de um processo e/ou projeto. E ainda, avaliar quais os  impactos que  esses riscos poderiam causar no caso de sua concretização.
Além disso, a análise de riscos apoia na orientação de medidas de prevenção, mitigação e resposta. Contudo podemos entender que o objetivo da Gestão de Riscos é diminuir todas as possibilidades de falhas operacionais, financeiras e estruturais que impactam na prestação de serviços.
A diminuição desses erros só será possível se analisarmos os riscos envolvidos na operação, imaginar tudo de errado que pode acontecer, e a partir disso, definir ações preventivas,  para evitar o erro.
 

Motivos para aplicar uma Gestão de Riscos 

Dentre as inúmeros motivos de sua aplicação hoje vamos abordar 3, que podemos tratar como fundamentais:

1 – Honrar a missão de seu negócio

Esta claro que a essência de uma empresa na Área da Saúde é prover cuidados, entregando-os em forma de consulta, exames, tratamento, etc.

Portanto, é inconcebível que uma empresa fornecedora de Saúde gere danos às condições de Saúde de seus clientes! Pois, vai contra a  proposta e missão do negócio.

Fazendo um comparativo, seria semelhante a  um serviço de internet que não mantenha conexão.

Neste caso não mitigar os riscos pode acarretar na perda da credibilidade da empresa no mercado, além de implicações processuais e financeiras.

2 – Diminuição de desperdícios

A análise de riscos permite identificar as causas que vão gerar erros no meu processo. Então, antes que o erro aconteça definimos barreiras para bloqueá-lo.

E assim sabemos que “prevenir é melhor que remediar.” Um antigo ditado conhecido pela maioria, mas ainda ignorado por muitos.

O desperdício deve ser reconhecido não apenas quando se perde dinheiro. O desperdício pode estar na perda de tempo, retrabalho, esforço, ociosidade, desvio de função, atraso, tarefas desnecessárias e repetidas que não agregam valor.

A gestão de riscos em Suprimentos é um exemplo muito transparente de que a análise de riscos diminui desperdícios.

Sem essa análise não seria possível identificar, por exemplo, que a perda de medicamentos por validade tem origem (causa) no armazenamento incorreto. Que a compra errada de insumos tem origem (causa) na duplicidade de cadastro de itens de estoque.

Ciente de tudo isso, por que será que ainda há gestores que preferem a política de “Quando der problema eu vejo o que faço?”

Esse perfil profissional não é desejado nas empresas da Saúde e imagino que em nenhum outro ramo.

3 – Satisfação do cliente interno

Durante uma análise de riscos muitos elementos relacionados ao ambiente de trabalho podem ser idetificados como possíveis causas de erros, como:

  • equipe insuficiente;
  • falta de qualificação das equipes;
  • estrutura deficitária;
  • processos não formalizados; 
  • entre outros.

Partindo  do pressuposto que: essas causas serão  tratadas ou eliminadas teremos um ambiente de trabalho saudável e eficiente. Além do reconhecimento de melhorias por parte das equipes, o  engajamento e maior produtividade serão consequências.

A gestão de riscos só traz vantagens!

Importante finalizar lembrando que: quando bem aplicada e compreendida por todos na empresa, a mentalidade de riscos é fantástica e traz benefícios.

Enfim, a dica “de um milhão” seria ” invista na criação de uma cultura de gestão de riscos e em tecnologia para realizar análises consistentes para obter ótimos resultados.

Publicado originalmente  em 31/03/2021

Este post tem 2 comentários

Deixe um comentário