Acreditação ONA: implementação e vantagens

Acreditação ONA: implementação e vantagens

A Acreditação ONA é um método de avaliação e certificação que objetiva, por meio de padrões e requisitos previamente definidos, promover a qualidade e a segurança da assistência no setor de saúde. 

Para ser acreditada, a organização precisa comprovar que atende aos padrões definidos pela ONA (Organização Nacional de Acreditação), os quais são reconhecidos internacionalmente. 

A iniciativa de implementação da ONA contempla a interpretação, análise e aplicação dos requisitos aos processos da cadeia de valor do estabelecimento prestador de serviço de saúde que deseja reconhecer seu sistema de gestão pela qualidade e segurança dos serviços assistenciais prestados aos seus pacientes

Onde aplicar a Acreditação ONA?

Esta certificação pode ser aplicada em organizações prestadoras de serviços de saúde de diversos segmentos, como:

  • hospitais
  • ambulatórios
  • laboratórios
  • serviços de pronto atendimento
  • home care
  • serviços oncológicos
  • serviços de medicina hiperbárica
  • serviços de hemoterapia
  • serviços de nefrologia e Terapia Renal Substitutiva
  • Serviços de diagnóstico por Imagem
  • Radioterapia e Medicina Nuclear
  • Serviços Odontológicos
  • Serviços de Processamento de roupas para a saúde
  • Serviços de Dietoterapia
  • Serviços de Manipulação, Esterilização e Reprocessamento de Materiais

Um fato interessante na Acreditação ONA é que ela é voluntária, não tem caráter fiscalizatório e não é prescritiva, ou seja, a organização define o seu padrão para atender aos requisitos normativos e adere ao modelo voluntariamente.

Além disso, constitui um programa de educação continuada das organizações prestadoras de serviços de saúde, que tem em sua essência o estímulo à melhoria contínua. 

Agora, vamos entender melhor sobre a implementação desse processo certificatório e sua relevância no setor de saúde?

Compreendendo melhor as etapas da implementação da Acreditação ONA

O processo de acreditação exige planejamento, educação continuada, gerenciamento de processos e resultados e melhoria contínua da qualidade e segurança do paciente em todas as atividades dos processos da cadeia de valor. Isto ocorre por meio de um sistema de gestão padronizado, integrado, disseminado e efetivamente implantado. 

O primeiro passo para implantar e/ou refinar o modelo de gestão das organizações de saúde que querem ser Acreditadas é realizar a avaliação diagnóstica do seu sistema de trabalho. 

A partir da avaliação diagnóstica realizada por equipe de auditores internos capacitados ou por empresa terceirizada, a empresa identifica suas forças e suas oportunidades de melhoria em relação ao atendimento aos requisitos da Acreditação.

O segundo passo é analisar criteriosamente o relatório da avaliação diagnóstica e elaborar um plano de melhoria para tratar as lacunas identificadas. É importante que este plano seja composto de ações concretas que visam padronizar processos e atividades, com seus responsáveis e prazos. 

Com o plano concluído é essencial mobilizar as pessoas para a execução e implementação do que foi planejado. A etapa de execução das ações é a mais relevante, pois é neste momento que as ações previstas serão implementadas e farão a diferença na qualidade da assistência prestada ao paciente.

Outra etapa importante é o monitoramento da execução do plano a fim de viabilizarmos o gerenciamento do projeto. 

Finalmente, com o plano totalmente implementado é o momento para contratar a entidade acreditadora reconhecida pela ONA para realizar a avaliação e deliberar sobre o reconhecimento como organização Acreditada. 

 O que é avaliado no processo de Acreditação ONA?

A metodologia ONA possibilita que a empresa seja acreditada em diferentes níveis, o que permite incentivar a evolução na gestão das organizações por meio do desenvolvimento da segurança dos processos, da gestão integrada e da maturidade institucional.

Além disso, quando uma organização decide buscar a Acreditação ONA, precisa estar disposta a rever seus padrões de trabalho, repensar seus processos internos, avaliar suas rotinas e, principalmente, desenvolver sua equipe interna para a mudança.

Tudo isso, quebrando paradigmas e priorizando a maior atenção ao cuidado centrado no paciente e na sua segurança, sempre visando, é claro, evitar falhas ou incidentes que causem dano a ele.

A avaliação pela entidade acreditadora é realizada mediante a verificação de evidências objetivas que comprovem o atendimento aos requisitos normativos previstos no Manual Brasileiro de Acreditação da ONA. Existe um conjunto de requisitos específicos para cada nível de Acreditação, os quais, se obtiverem um percentual mínimo atendido, permitem a certificação da empresa. 

O processo de certificação é cumulativo, por isto, para a empresa se certificar no nível 1, deverá atender aos requisitos de nível 1. Para certificar-se no nível 2 deverá atender aos requisitos específicos de nível 1 e mais os requisitos específicos do nível 2. Igualmente para se certificar no nível 3, deverá atender aos requisitos de nível 1, de nível 2 e de nível 3. Assim, é interessante entender que:

  • Os requisitos de nível 1 referem-se aos itens avaliativos relativos ao atendimento de padrões de qualidade e segurança.
  • Os requisitos de nível 2 referem-se aos itens avaliativos relativos ao atendimento de padrões de qualidade e segurança (nível 1) mais os itens avaliativos relativos ao atendimento de padrões de gestão integrada (foco em processos padronizados, integrados e inter-relacionados).
  • Os requisitos de nível 3 referem-se aos itens avaliativos relativos ao atendimento de padrões de qualidade e segurança (nível 1), mais os itens avaliativos relativos ao atendimento de padrões de gestão integrada (nível 2) e mais os itens avaliativos relativos aos padrões de excelência definidos pela ONA (nível 3).

Agora, vamos falar um pouco sobre cada um dos níveis de acreditação ONA:

Quais os níveis de Acreditação ONA?

A acreditação ONA possui 3 níveis de certificação, conforme segue:

Nível 1 –  Acreditado

A organização de saúde deve cumprir ou superar em:

  • 70% ou mais os padrões de qualidade e segurança definidos pela ONA. 

São avaliadas todas as áreas de atividades da instituição, incluindo aspectos estruturais e assistenciais. Neste nível, o certificado tem validade por dois anos. 

Importante salientar que o foco aqui é a segurança do paciente e a qualidade dos processos realizados pela equipe multidisciplinar. A organização de saúde inicia sua trajetória em prol da qualidade assistencial pela conquista do nível 1 e é fundamental criar a cultura da qualidade desafiando suas equipes para a melhoria contínua e avanço nos demais níveis da certificação.

Neste nível, o certificado tem validade por dois anos.

 

Nível 2 –  Acreditado pleno

Neste nível, a organização precisa cumprir ou superar, cumulativamente, em:

  • 80% ou mais os padrões de qualidade e segurança;
  •  e 70% ou mais os padrões ONA de gestão integrada, com processos ocorrendo de maneira fluida e plena comunicação entre as atividades.

Quando um serviço de saúde é acreditado pleno, significa que além da qualidade e segurança, ele também possui processos bem definidos e integrados, sendo que as áreas envolvidas possuem acordos de serviços e a comunicação entre elas é efetiva, priorizando a qualidade assistencial e segurança do paciente.

Neste nível o certificado também é válido por dois anos.

 

Nível 3 –  Acreditado com excelência

Neste nível, a organização cumpre ou supera, cumulativamente, em:

  • 90% ou mais os padrões de qualidade e segurança (nível 1); 
  • 80% ou mais os padrões de gestão integrada (nível 2); 
  • e; 70% ou mais os padrões ONA de Excelência em Gestão (nível 3), demonstrando uma cultura organizacional de melhoria contínua com maturidade institucional. 

Ao utilizar um serviço Acreditado com Excelência, o paciente tem mais tranquilidade com a qualidade e segurança da assistência que receberá. Outro fator relevante no serviço acreditado é a comunicação entre os processos e áreas inter-relacionadas, as quais fluem de forma mais ágil e assertiva. Além disto, o serviço possui um sistema integrado de gestão que prima pela experiência bem sucedida do paciente durante sua trajetória na realização do procedimento com gestão focada na excelência.

Neste nível o certificado tem validade de 3 anos.

O conjunto de requisitos de Acreditação podem ser encontrados no Manual Brasileiro de Acreditação para Organizações Prestadoras de Serviços de saúde, versão 2018.

Quem ganha com a Acreditação ONA?

O maior beneficiado com a Acreditação ONA de um serviço de saúde é o paciente, pois terá maior segurança, qualidade assistencial, comunicação assertiva, processos funcionando de forma integrada e foco na excelência da sua experiência ao usar os serviços de saúde.

Já o proprietário de um serviço de saúde tem vários benefícios com a Acreditação,  no qual destaco a credibilidade da marca no mercado; a redução dos riscos de judicialização, a melhoria nos fluxos dos processos internos, a redução de custos, o aumento da carteira de clientes, o aumento da satisfação dos clientes e dos colaboradores, a melhoria do clima organizacional e o reconhecimento dos stakeholders.

Este é o ambiente que o Grupo Giovanoni tem paixão por atuar, pois nosso propósito é “prover soluções holísticas para transformar a gestão da saúde”. Acreditamos que a saúde terá avanços cada vez maiores se as organizações prestadoras destes serviços buscarem o desenvolvimento da cultura de qualidade, segurança e excelência em seus processos e serviços. A Acreditação ONA é um caminho para esta profissionalização da gestão.

Cabe a cada um de nós, como clientes dos serviços de saúde, sermos mais exigentes e primarmos pela utilização de serviços acreditados, pois só desta forma promoveremos a elevação do nível de qualidade e segurança na saúde. 

Então, convido você a priorizar a utilização de serviços de saúde Acreditados e/ou Certificados por Entidades Gestoras de Outros Programas de Qualidade – Qualiss/ANS. Faça isto e oriente seus parentes e amigos a fazer o mesmo para atuarmos como indutores do crescimento das organizações de saúde acreditadas em nosso país e incentivarmos a oferta de serviços de saúde com maior qualidade assistencial, segurança para o paciente e desfecho clínico. Se cada um fizer a sua parte estamos contribuindo para saúde com mais qualidade!

 

Se você gostou desta publicação compartilhe!

Se você não concorda ou tem outra visão sobre este tema, envie seus comentários para que possamos ampliar a nossa percepção. 

Suas sugestões sobre novos temas para serem abordados, também são muito bem-vindas. Espero ter contribuído com o seu desenvolvimento. Seja feliz!!!!

 

Idealizado por Forlogic | www.forlogic.net
Saiba mais sobre qualidade em http://ferramentasdaqualidade.org/
Conheça nossos softwares:
Gestão da Qualidade https://qualiex.com/ | Gestão da Metrologia https://metroex.com.br/

 

Ana Giovanoni

Sócia do Grupo Giovanoni, atua na área de Consultoria Organizacional, Especialista em Ressignificação do modelo de educação, capacitação e gestão para tornar as organizações sustentáveis. Com mais de 20 anos de experiência, atuou em empresas nacionais de diversos segmentos, tendo conhecimento em todos os processos de certificação de Sistemas de Gestão, além de coordenar o planejamento estratégico e estruturação do Modelo de Gestão de diversos clientes, em especial no segmento da Saúde. Consultora Certificada CMC – Certified Management Consultant. VP do IBCO – Instituto Brasileiro de Consultores de Organização. Filiada à Associação Brasileira de Profissionais de Recursos Humanos, além de ser uma das embaixadoras do Grupo Mulheres & Propósitos. Participou, como co-autora, na criação do livro Re-Inventar a Liderança: um desafio diário, além de artigos relacionados a temas técnicos diversos relacionados à Liderança, Gestão, Propósito e Transformação Organizacional. Bacharel em Nutrição, pós-graduada em Marketing, com MBA em Liderança e Gestão Organizacional com módulo em Negociações Avançadas na Harvard Business School e Mestrado em Engenharia da Produção, além de MBA em Filosofia e Auto Conhecimento. Casada, mãe de 3 filhos, Tiago, Kitti e Maitê, avó de 5 netos que são meus professores e me ensinam a viver intensamente e ser feliz (Sophia, Joaquín, Lucas, Théo e Arthur). Em breve chegará o Miguel. Acompanhe mais no Linkedin e Instagram

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.